Bolsonaro faz live bomba e critica duramente presidente do TSE

O presidente Jair Bolsonaro faz na sua live desta quinta-feira (29) comentários para questionar o sistema eleitoral brasileiro. Ele afirma que o sistema brasileiro atual permite fraudes. Ele acusa o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, de atuar contra o modelo de voto auditável.

“O presidente do TSE vai para dentro do Congresso para atuar contra o voto auditável. Mente quem diz que é a volta do voto impresso, isso é mentira. Estamos fazendo o contrário. Lutando para que as pessoas tenham direito de verificar a veracidade do seu voto. O PT que era favorável ao voto auditável mudou de lado. O PSDB mudou de posição. Em 2014, o deputado Carlos Bolsonaro realizou profunda auditoria e fala depois que o resultado dessa auditoria que reuniu peritos inclusive de fora do Brasil, ele diz que o sistema eleitoral nosso é inauditável. Não dá pra comprovar se houve ou não fraude nas eleições. Vários outros parlamentares, inclusive o Rodrigo Maia, mudou de posição. Agora ele também é contra o voto democrático”, enfatizou o presidente.

“Será que existe um sistema querendo fazer voltar ao poder aqueles que mergulharam o país na corrupção e na impunidade. Queremos paz e tranquilidade. Quem o povo votar em 2022, o destino da sua família estará nas mãos de quem ele votou. Se ele opção errada que aguente as consequências. Mas o que não podemos admitir é que alguém que não tenha voto chegue. Desculpe se vou ser forte agora. Mas é justo que alguém que tirou o Lula da cadeia seja o mesmo que vai contar os votos dentro de uma sala secreta no TSE? Vamos realizar eleições no ano que vem, mas limpas, democráticas, sinceras. Vimos agora o outro lado cumprimentar o governo cubano pelo que fez ao seu próprio povo. Vimos esse mesmo lado em anos anteriores fazer campanha para Chavez e Maduro na Venezuela. É um direito deles? É. Mas queremos isso para o Brasil?”

O presidente enfatizou que o sistema eleitoral do Brasil só existe no Butão, Bangladesh e Brasil. “Por que o Japão não adota o mesmo sistema?”, questiona Bolsonaro. “O que está em jogo é o futuro do Brasil, é a liberdade do nosso povo. Deus me colocou aqui e só ele me tira dessa cadeira. Em sendo candidato quero ter certeza de que o eleito representa a vontade popular.” (TR)

Assista live aqui

Compartilhar:
aproximadamente 6 horas

E se Cristo voltasse agora?!

O STF parece que está querendo dar um nó na cabeça das pessoas.

Primeiro, proíbe o governo de atuar na pandemia. Digo isso com base em decisão do ministro Alexandre de Moraes, de 8 de abril de 2020. Ipsis:

"(...) o governo federal não pode derrubar decisões de estados e municípios sobre isolamento social, quarentena, atividades de ensino, restrições ao comércio e à circulação de pessoas."

Pela decisão do ministro, estados e municípios podem estabelecer essas medidas, isoladamente, como forma de combate ao avanço do novo coronavírus.

Isoladamente significa literalmente: sem qualquer interferência do governo federal. O presidente Bolsonaro tinha que ficar apenas olhando, e cruzar os braços.

No máximo, podia comentar. E o fez. Para mostrar a realidade.

Agora, o Supremo nos traz uma mídia, alegando que "uma mentira repetida mil vezes não pode se transformar em verdade." De fato, basta repetir apenas uma. E nem assim será verdade imposta.

Porque existe a verdade verdadeira, e a verdade que muitos querem nos impor. A gente acredita no que quer. Mas nem isso vai apagar a verdade de fato.

Determinou Moraes:

"Não compete ao Poder Executivo federal afastar, unilateralmente, as decisões dos governos estaduais, distrital e municipais que, no exercício de suas competências constitucionais, adotaram ou venham a adotar, no âmbito de seus respectivos territórios, importantes medidas restritivas como a imposição de distanciamento/isolamento social, quarentena, suspensão de atividades de ensino, restrições de comércio, atividades culturais e à circulação de pessoas, entre outros mecanismos..."

Será que eles querendo dar um nó na cabeça da gente? Porque, pelo que entendi, eles determinaram que o governo federal não pode afastar decisões de governantes estaduais e municipais que impuseram medidas de distanciamento, quarentena, suspensão de atividades comerciais e de ensino etc.

É aquela máxima. E se Cristo voltasse agora? (TR)

 

Assista o vídeo

Compartilhar:
aproximadamente 7 horas

Lula pede R$ 50 mil a jornalista que o criticou nas redes sociais

A jornalista Karina Belomé está sendo processada está sendo processada pelo ex-presidente Lula, presidiário temporariamente em liberdade. Colunista e comentarista política, ela postou em suas redes sociais algumas críticas que desagradaram ao ex-presidente, que pede indenização de R$ 50 mil. “Ele se coloca como o ser mais pobrezinho do planeta. A censura acabou sendo aplaudida pela sua militância, que vem me ameaçar de morte constantemente. Sou atiradora, portanto, venha preparado”, acentuou a jornalista.

Lula quer ainda a retirada de um vídeo em que Belomé faz críticas ao padrão da esquerda, de defender criminosos abertamente. Num vídeo, Karina Belomé questiona: “Você acha que pedófilos e estupradores, votarão em Lula ou em Bolsonaro? E os traficantes, os ladrões? O MST, que invade terras e destrói plantações, e aquele ladrão que rouba celular e bate com a arma em sua cabeça?”

“Tudo isso vem ao caso”, diz a jornalista, complementando que “pessoas que protestam nas ruas destruindo patrimônio privado, colocando crucifixos no orifício anal certamente votarão em Lula.”

Nesta quinta-feira ela falou ao programa Café com Notícias, da TV Piauí, diretamente do Rio Grande do Sul, com temperatura de 3 graus negativos. “Está frio demais aqui”, acentuou a jornalista.

“Então você acha que eu deveria votar no mesmo candidato desses bandidos todos? Que tipo de pessoa anda perseguindo o nosso presidente Bolsonaro o tempo todo? Precisamos nos preocupar com o futuro do nosso país, para nossos filhos, netos e bisnetos. Bolsonaro não é capacitado em tudo, nem ele nem ninguém. Mas ele mesmo diz que Deus é que capacita.”

Por conta dessa mensagem, Lula a processou, pedindo indenização por danos morais e exigindo que o vídeo seja retirado das plataformas sociais. “Sinto orgulho por saber que estamos no caminho certo. Incomodar a esquerda e o ex-presidiário sempre causa espécie. Não houve generalização, como advogados tentam imputar, em processo de 37 páginas, pedindo censura de um vídeo, de uma pessoa comum, de uma jornalista que tem direito a livre opinião. Ele (Lula) está atuando para impor a censura e a ditadura. Isso não é nenhuma surpresa para quem conhece bem essa ala de pro genocida.”

O juiz Rodrigo Borba Campos disse em seu parecer que Lula é um homem público e que está passível de críticas. O magistrado indeferiu pedidos de Lula. “Muitos criticam Bolsonaro, com ataques de baixo nível, como chamar Bolsonaro de genocida, vamos jogar futebol com sua cabeça.”

Belomé militou inicialmente na esquerda. Mas decidiu romper com esse modelo depois de conhecer a tática dos esquerdistas. “Eles costumam ameaçar para nos amedrontar, para nos calar. Me desliguei dessa mentalidade doentia quando eles tentaram me forçar a perder minha fé. Quando eles começaram a atacar o pilar do cristianismo, então minha família acordou, conheci Olavo de Carvalho, o então deputado Jair Messias Bolsonaro quando ele lutou contra a deputada Maria do Ossário... não é Rosário, é ossário. Os movimentos diziam que temos de defender o aborto e aí vem o ataque contra a questão divina. Então aos 20 e poucos anos entendi que havia muita coisa errada ali.” (TR)

 

aproximadamente 16 horas

Não siga Wellington Dias; explico por quê

Não siga Wellington Dias. Você, certamente, terá muitos motivos para se arrepender depois. Como governador, em quatro mandatos, ele não tem nenhuma obra a apresentar. A não ser o endividamento exagerado do estado: R$ 7,3 bilhões. Em contrapartida, ele vendeu o BEP, Banco do Estado do Piauí, que transformou numa Agência do Fomento, cujo papel deveria ser o de Banco Popular, mas que nunca fez absolutamente nada para combater o desemprego.

Também fechou os núcleos da Uespi em vários municípios. Fechou escolas. Provocou desemprego de centenas de milhares de pais de famílias. Temos hoje cerca de 600 mil desempregados no Piauí – fora os da pandemia, agravados pelo fechamento das atividades produtivas. Ele, o governador, diz que é culpa da crise nacional. Diz que é culpa da pandemia e do governo federal. Quer dizer que ele não podia ter feito nada para combater essa problemática? Puxa, o que faz mesmo um governador? Apenas aprecia a paisagem e fala mal do governo federal – quando é adversário?

Pois é, se fosse para culpar a crise do país pra que é que a gente precisa de governador, não é mesmo?!

Sua excelência melhorou a situação do governo (e não do povo) aumentando impostos. Hoje pagamos 30% a mais na conta de luz por causa dos impostos estaduais. Culpa do governador do Piauí. A mesma coisa acontece com os combustíveis. Culpa do governador piauiense. O Piauí é o estado que tem menor índice de saneamento básico do Brasil: apenas 8% das residências são atendidas em todo o estado com esgotamento. Em suma: 92% não sabem nem do que se trata. E ainda nem chegamos na parte dos escândalos.

Nas cidades, os bandidos assaltam a qualquer hora, do dia ou da noite, e circulam com armas de fogo em qualquer parte, impunemente, porque sabem que nada lhes acontecerá. Quem os protege? E quem nos protegerá?! Chapolin Colorado?! O sistema prisional está falido. Nas penitenciárias, os bandidos passam o dia; e à noite saem para roubar. Vide o caso da Major César Oliveira. Os moradores das imediações vivem assaltados pelo pânico e muitos já até se mudaram.

Em todo o estado existem cerca de 1.600 obras inacabadas. Mas eu gostaria de chamar atenção para apenas algumas delas: o Centro de Convenções de Teresina. Ainda as duplicações das rodovias federais BR 343 e BR 316, obras construídas com empréstimos de aproximadamente R$ 1 bilhão (valores insuficientes?!! – não há dinheiro que chegue para essa gente).

Mas tem ainda o Museu do Vaqueiro de União, o Museu do Índio, centenas de polos turísticos, campos de aviação, rodovias estaduais, pontes, dentre outras. O Piauí clama por mudança. Na saúde, os servidores não conseguem se consultar nem fazer exames por conta das dívidas gigantescas do Iaspi Saúde e do Plamta. O secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, confessou numa entrevista que o déficit da Previdência estadual é de R$ 1,1 bilhão.

Na educação, os professores nunca conseguiram do governo o pagamento do reajuste determinado pelo MEC, Ministério da Educação. Por muito menos outros governantes foram banidos da vida pública. É o que tem de acontecer com o atual governador. Seu banimento representa a sobrevivência do estado.

Tem ainda as operações Topique na educação, apurações em andamento na saúde, meio ambiente, tudo casos de escândalos que tratam sobre mais de R$ 300 milhões que teriam sido desviados de um dos estados mais pobres da Federação. Depois de saber de tudo isso, você ainda acha que tem motivo para seguir um cara desse?!!

Sinceramente, não dá pra entender. (Toni Rodrigues)

Promotor recomenda que aulas no Piauí não sejam retomadas em agosto

O promotor Francisco de Jesus Lima disse há pouco que encaminhou recomendação para a Secretaria de Educação do Estado no sentido de que as aulas não sejam retomadas em 3 de agosto, conforme previa o governador Wellington Dias (PT).

Os riscos para contaminação pelo Covid-19 ainda são muito grandes. "Visitam seis escolas, conversamos pessoalmente com professores, diretores, conversamos com pais de alunos, e concluímos que ainda não existem condições para uma retomada segura das aulas. Os gestores tiveram tempo para planejar e deveriam ter priorizado desde o início a imunização dos professores", comentou no programa Café com Notícias.

"Se crianças e professores vierem a óbito? Quem vai responder por isso? Nossa preocupação é em salvar vidas. E entendemos que a gestão é capaz de buscar a imunização de professores e até de estudantes, ao menos do corpo escolar. Imagine um professor trabalhando com alunos naquela preocupaçãod e se contaminar. Ele nem consegue desenvolver a contento suas atividades", enfatizou o promotor.

Francisco de Jesus Lima enfatizou que a realidade das escolas públicas não é das melhores. "Elegi por amostragem e fui exatamente na periferia. Há uma busca por se organizar, mas há escolas com banheiros quebrados, tetos... isso pode contribuir para disseminação do vírus. Nós queremos retornar, mas onde fica a segurança? Se vier um novo surto, a rede hospitalar passou por colapso aqui em Teresina. E se vier um novo colapso? A existência de vagas não é garantia de vidas. Busco sensibilizar os gestores. Não é uma atuação repressiva e sim preventiva. É meu dever."

Rafael não cresce e isso irrita Wellington Dias; clima tenso em Karnak

O clima não está nada agradável entre Wellington Dias e seu pupilo Rafael Fonteles. Tudo porque Rafael não deslancha nas pesquisas.

O clima está tenso em Karnak. Wellington fez aposta significativa no seu apadrinhado. E ele simplesmente não sai do lugar.

O governador disse que já fez de tudo e um pouco mais, e até agora nada. Nas últimas pesquisas divulgadas por meios de comunicação, Fonteles aparece com pouco mais de 10 pontos percentuais.

O senador Ciro Nogueira, do PP, ministro da Casa Civil, tem uma dianteira de 35 pontos sobre o secretário de Fazenda que deixou o posto na Sefaz para fazer campanha de forma permanente.

Ele não faz mais nada, não pensa em mais nada. E nem Wellington Dias descansa. A residência oficial e o Palácio de Karnak foram transformados em escritórios avançados de representação política do Rafael Fonteles.

Os demais representantes se espalham pelo Piauí na forma de vereadores e pseudo lideranças petistas. Todos fazendo campanha antecipada, e ilegalmente, pro Rafael há pelo menos 1 ano e meio.

Mas o pimpolho de Wellington não sai do lugar, está colado no chão. Merece mesmo o apelido de Pé de Chumbo.

O Rafael está sentado na cadeira de governador há quase 2 anos. Ele é quem representa o estado nas solenidades oficiais na capital e interior. O governador paraguaio há muito está servindo apenas de enfeite.

O governo tem algumas pesquisas. Mas não pode divulgar. Nelas, Rafal está em condição ainda pior.

O governador está começando a entender que pode ser Rafael Fonteles, Regina Sousa ou Franzé Silva. A população piauiense, assim como o Brasil, simplesmente cansou das promessas vazias do PT, e do empobrecimento e da impostura promovidos pelo partido.

Os próximos capítulos dessa novela mexicana prometem ser ainda mais intensos. Aguardemos. (Toni Rodrigues)

Em busca do misterioso personagem de Fábio Novo (Parte 1)

Ele tem um rosto desconhecido da grande maioria do público artístico e cultural do Piauí. Mas é um genuíno ganhador de subsídios da Secretaria de Cultura do Estado.

Em apenas um ano faturou quase R$ 1 milhão. Foram, mais precisamente, R$ 735 mil. Dinheiro proveniente de uma repartição mergulhada em escândalos e em benesses para pessoas estranhas ao meio.

Tiago Benvindo de Araújo é seu nome. Numa ação, ele faturou R$ 100 mil para realizar projeto em Teresina. Em outro momento, R$ 235 mil para a cidade de Altos.

Em 2020 ele ganhou R$ 400 mil para realizar evento em Parnaíba. Descobriu-se que em apenas dois anos, mesmo não sendo do meio cultural, Tiago Benvindo, também conhecido como Tiago Bodó, faturou R$ 735 mil.

Tiago Bodó não é artista, ninguém sabe de quem se trata, só quem o conhece de verdade é Fábio Novo, o secretário mais implicado em escândalos de que se tem notícia atualmente. Cabe ressaltar que os verdadeiros artistas e produtores culturais estão passando necessidade.

Foram bater à porta do governo e não receberam ajuda. Pelo contrário. Foram aterrorizados pelas medidas de restrição determinadas pelo governador Wellington Dias, benfeitor e protetor de Fábio Novo.
Hoje, ainda não conhecemos direito o personagem por trás de Tiago Benvindo, ou Tiago Bodó. Mas não custa tentar.

Nossa reportagem inicia uma busca por conhecer mais sobre o misterioso elemento que tem na proteção do secretário/deputado Fábio Novo seu maior trunfo. Talvez seu único trunfo.

No próximo post vamos começar a desvendar o mistério que une Bodó e Fábio Novo. (Toni Rodrigues)

 

>>> Acima, única foto disponível do misterioso "Tiago Bodó"

Lula tem que tomar cuidado é com o PT; e muito cuidado mesmo!

Lula tem que tomar muito cuidado com sua segurança pessoal daqui por diante. Mas ele não precisa se preocupar com adversários. Ele sempre teve desafetos políticos e nenhum deles fez qualquer coisa contra ele ao longo do tempo.
O presidiário temporariamente em liberdade precisa tomar cuidado é com seu próprio partido. O PT é capaz de tudo para voltar ao poder. Alguns anos atrás, diante da rejeição de Lula na caravana pelo país, os seus partidários simularam um atentado num ônibus.
O tiro teria vindo de cima, sem que houvesse calçada, árvore ou escada no local do disparo. Não havia nem mesmo um balão atmosférico para justificar o atirador. Era tudo mesmo uma grande mentira. Vai que cola. Não colou.
Sobre os ombros do PT repousam inúmeros considerandos sobre casos fatais. Podemos citar alguns: os assassinatos de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André; Antonio Santos, o "Toninho do PT", ex-prefeito de Campinas/SP; José Roberto Soares Vieira, o Roberto do PT, ex-vice-prefeito da cidade de Ourolândia, norte da Bahia, entre 2013 e 2016.
Consta, ainda, atentado contra o jornalista Paulo Venceslau, depois dele ter denunciado corrupção da grossa nas prefeituras de Campinas e São José dos Campos. Falou apenas com Lula e logo depois teve seu carro seguido e metralhado na Rodovia dos Trabalhadores. O jornalista sofreu dois atentados e depois foi expulso do PT.
Em síntese, Lula tem que se preocupar é com seus próprios partidários, que podem muito bem estar simulando essa suposta preocupação com sua segurança para depois tentar outro tipo de simulação, conforme já realizado em oportunidade anterior. Esse tipo de coisa termina mal, muito mal mesmo.

 

>>> PT afirma que Lula pode sofrer atentado. A mesma conversa fiada de novo?!

Revolta em Picos: hospital teria negligenciado atendimento a repórter

Causou revolta em Picos (311 km de Teresina) o falecimento do repórter fotográfico Francisco Antonio da Silva, mais conhecido como Chico Silva, nesta segunda-feira 26 de julho. Informa-se que ele teria colidido frontalmente com uma vaca em estrada da zona rural daquele município.
A falta de atendimento teria acelerado a morte do repórter, que também era proprietário de um portal na região, o FCS. "Chamamos o SAMU. Fomos informados de que não tinha ambulância. Recorremos ao hospital. E chegando lá não tinha médico. Ele morreu agonizando", diz um familiar de Chico Silva, indignado com a situação.
O irmão da vítima gravou um vídeo durante a madrugada denunciando, segundo ele, negligência no atendimento. As imagens mostram Chico Silva sentado sobre uma maca e vomitando sangue. Enfermeiras passam apressadas, enquanto ele protesta: "Onde estão os médicos? Onde está o atendimento? Olha aqui, ó. Vomitando sangue e não aparece médico."
"O maior descaso aqui no Regional. Estou com 45 minutos e o homem vai morrer bem aqui porque não tem atendimento. No corredor... Estamos no corredor aqui. Vomitando sangue, sangrando pelo nariz, ouvido, e não tem atendimento. Cadê os médicos que são pagos para atender?", indagou o irmão da vítima, em trecho do vídeo.
Chico Silva, além de repórter fotográfico, era proprietário do portal FCS. Natural de Santo Antônio de Lisboa, ele era suplente de vereador naquela cidade. No meio jornalístico, também foi correspondente da região de Picos no jornal Diário do Povo do Piauí. Ele deixa esposa e cinco filhos.

Araujinho ganha licitação, mas cadê as obras?

Faz exatamente dois anos. Atente bem para a notícia:
"A empresa CONSTRUTORA E INCORPORADORA SOMA LTDA foi a vencedora da licitação para a conservação de mais de 500 km de rodovias no sul do Piauí. O resultado foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (14)."
A matéria foi publicada em portais de notícias da época. Resgatamos a partir do R10 (
veja aqui).
Não é preciso ir muito longe para flagrar a malandragem do governo. Diz ainda o informativo:
"A proposta da empresa foi no valor de R$ 13.142.287,57. A construtora tem como sócios Francisco da Costa Araújo Filho - sogro do secretário de Fazenda Rafael Fonteles - e   Karlena Dantas Eulalio Araujo, esposa de Francisco e irmã do conselheiro do TCE-PI, Kléber Eulálio."
Quem é Francisco da Costa Araújo Filho?
- Sogro do secretário de Fazenda, Rafael Fonteles;
- Candidato derrotado à prefeitura de Picos em 2020;
- Um dos alvos da operação do Ministério Público do Piauí por suposta prática de grilagem de terras no litoral;
- Empresário ostentação do Piauí e candidato mais rico no pleito do ano passado, com patrimônio superior a R$ 50 milhões.
Diante da informação publicada, e que repercutimos no podcast, pergunta-se:
- Quanto dessas obras previstas foram realizadas?
- Por que na região sul do estado, como de resto em qualquer outra, os prefeitos é que estão se cotizando para fazer manutenção das rodovias?
- Por que 730 dias depois não se tem notícias de nenhum canteiro de obras montado pela empresa Soma, do senhor Araujinho, para recuperar e manter rodovias estaduais na região sul?;
- 500 km de rodovias sendo recuperados dariam na vista, sem dúvida;
- Quantos desses valores (mais de R$ 13 milhões) foram efetivamente faturados para a empresa, em face de que?;
- Já notaram que além de sogro do Rafael Fonteles o senhor Araujinho tem o mesmo sobrenome do governador do estado? O governador se chama José Wellington Barroso de ARAÚJO Dias. O senhor Araujinho: Francisco da Costa ARAÚJO Filho. Os dois teriam laços familiares?
Ora, mas do que isso importa? Tudo importa.
Em qualquer estado civilizado esses indivíduos estariam respondendo na justiça ou devidamente engaiolados. Mais: o governo teria ruído completamente diante de tantos e tamanhos escândalos.
Mas por aqui é tido apenas como gesto de sabedoria política.

Assista meu podcast

Compartilhar:
4 dias

O fracasso retumbante de Dr. Pessoa na prefeitura

Dr. Pessoa fracassou de forma retumbante na condução dos destinos de Teresina. Existe um ditado muito comum nos meios políticos locais: “Tudo aquilo que começa errado tende a terminar errado.”

É a chamada primeira lei de Murphy. Esse Murphy era o engenheiro aeroespacial Edward Aloysius Murphy e formulou sua lei em 1949 depois de descobrir que estavam mal conectados todos os eletrodos de um equipamento para medir os efeitos da aceleração e desaceleração em pilotos.

A cidade nos parece completamente abandonada, por vários motivos. O principal deles é a manifestação dos seus moradores, através de plataformas sociais. O Colab sendo uma delas. Mesmo a gestão atual tendo cancelado compromisso com objetivo de empurrar a sujeira para debaixo do tapete, a população continua postando fotos e vídeos (veja aqui). Lamentável situação.

Na sua campanha Dr. Pessoa fez uma série de promessas que não terá condições de cumprir. Mas que foram determinantes para sua vitória acachapante sobre o candidato do PSDB, professor Kleber Montezuma. Acontece que ninguém ainda mostrou para ele a realidade.

Seus auxiliares e seguidores radicais enchem sua cabeça com histórias de Trancoso de que estaria fazendo um governo revolucionário. Dr. Pessoa adora pensar que é alguém que faz a diferença. Não faz. Nunca fez.

Ganhou a eleição por razões bem específicas, e todos sabemos quais foram. Vai ser defenestrado da prefeitura também por razões muito específicas.

Prometeu, por exemplo, resolver o problema da irrigação no campo com a transposição das águas do rio Parnaíba para o Poti. Para tanto contou com a assessoria de um engenheiro de parâmetros confusos, sem dúvida.

Tem mais: disse que iria construir em Teresina quatro parques temáticos no padrão dos parques da Disney, Flórida, EUA. Tudo balela. Os parques já existentes na capital sequer funciona.

Mais interessante seria que ele colocasse para funcionar, claro que depois da pandemia, um lugar como o Parque da Cidade, na zona norte, belíssimo e aconchegante, verdadeiro encontro com a natureza. Interessante seria se a prefeitura pudesse assumir o Parque Zoobotânico (ué, não vai construir quatro com padrão americano?). Mas era tudo encenação barata. Tudo no atual prefeito é encenação barata. Inclusive aquele “boa noite” ridículo com que acha que ironiza seus adversários.

A grande preocupação de Pessoa na prefeitura é acomodar apadrinhados, “ajeitar” milicianos da internet (jeitinho famoso e recorrente) e fazer campanha política para seu filho ser deputado estadual. Ou federal? Pessoinha sem presença só embala nas asas do erário. É isso.

 

>>> Essa foto acima mostra o descaso da prefeitura com a manutenção das ruas da cidade.

Compartilhar:
5 dias

Colégio de Rafael Fonteles tem dívidas de mais de R$ 1,7 milhão

A empresa CEV pertencente ao secretário de fazenda Rafael Fonteles tem uma dívida de tributos e previdenciária de mais de R$ 1,7 milhão. Todos imaginávamos que se tratava de uma empresa enxuta e sem qualquer tipo de endividamento, mas isso não é verdade.
O gênio da matemática não consegue resolver os problemas financeiros do estado. E não consegue também resolver os problemas dos seus próprios empreendimentos. Deve ser por isso seu apego ao erário e ao patrocínio do poder público. Vide caso do Instituto Premium.
Situada na avenida Frei Serafim, no centro de Teresina, a sede da empresa CEV, na verdade, uma escola particular de alto calibre, tem dívidas tributárias da ordem de R$ 410,4 mil. Junto à previdência, o débito é de cerca de 1,300 milhão.
Não é, portanto nenhuma surpresa, o que ele está fazendo com o governo do Piauí. Faz parte de um itinerário próprio: endividando e arruinando o futuro do estado. E tudo isso com a cumplicidade e o silêncio de parte considerável da classe política e a omissão de parcela da sociedade.
O Grupo Empresarial CEV está sendo gerenciado atualmente por Bruno Agrélio Ribeiro, Bruno Lopes Oliveira (sócio-administrador) e TF3 Participações S/A. Rafael Fonteles adotou a providência de repassar temporariamente o controle da empresa para pessoas de sua confiança. 
O grupo começou a funcionar a partir de 18 de junho de 2009 e tem capital social de R$ 200 mil.
A empresa TF3 Participações seria um ponto fora da curva nessa história estranha. Mas nem tanto. Tem capital social de R$ 80 mil e perspectiva de faturamento anual de até R$ 360 mil. Seus sócios administradores são Bruno Lopes Oliveira (principal sócio, atualmente, do próprio CEV), Marcos Dimitri de Rosalmeida Dantas e Marisa Marques. É uma holding de instituições não-financeiras fundada em 5 de julho de 2017, portanto, dois anos depois de Rafael Fonteles assumir pela primeira vez a Secretaria de Fazenda. Funciona no edifício Eurobusiness, avenida jockey Clube, 299, sala 508, zona leste de Teresina.
Na verdade, está tudo em casa.
Mas o interessante de tudo isso é que até até as pedras da Cachoeira do Urubu sabem dessa história. E todos aceitam de maneira cordata. Como se fosse a coisa mais normal do mundo. (Toni Rodrigues)

João Cláudio Moreno faz humor com presença de Fábio Novo na Secult

O humorista João Cláudio Moreno publicou vídeo em suas redes sociais dizendo que Fábio Novo foi o melhor secretário de Cultura de todos os tempos.

Fez uma breve ressalva: segundo ele, Jesualdo Cavalcante, no primeiro governo Hugo Napoleão, equipara-se a Fábio Novo.

E disse mais: "É bom que ele tenha um mandato, porque ele ganha força."

Ganha mesmo. Força e imunidade para protelar os inúmeros processos investigatórios que porventura venham a ser instaurados em face das inúmeras (inúmeras mesmo) irregularidades patrocinadas pelo dito cujo.

A começar pela farta distribuição de dinheiro público para jornalistas e humoristas camaradas, conforme amplamente denunciado pela mídia independente - e diga-se de passagem sem qualquer providência por parte das autoridades competentes. Ministério Público nem se fale. Até o dinheiro da Lei Aldir Blanc entrou no siribolo do Fábio Novo.

Tem também o caso daquelas notórias personalidades que recebem dinheiro de incentivo cultural sem que ninguém saiba absolutamente nada sobre tais elementos no meio artístico e cultural do estado, apenas que estão "a serviço" do Fábio Novo. Realmente impressiona a atuação do secretário petista. Um culturólogo em precedentes.

Talvez não seja o caso de João Cláudio Moreno. Mas uma coisa não se pode negar: ele continua sendo um grande humorista.

Suas afirmações não podem, e não devem, ser entendidas como outra coisa. E sim uma grande piada.

É para rir ou para chorar?! (TR)

Opinar: Em confronto direto, Ciro tem 35 pontos na frente de Rafael Fonteles

Realmente já estávamos desconfiando do silêncio do governo em torno dos caminhos percorridos pelo seu candidato antecipado ao governo do estado e que está em campanha extemporânea abertamente diante dos olhos de toda e qualquer autoridade. Era muito silêncio mesmo, para um governo que adora fofoca de toda natureza. Vive espalhando aos quatro ventos mesmo aquilo que não faz, tanto que outro dia o governador Wellington Dias (PT) escorregou na própria pegadinha ao noticiar vacinação da mulher, a deputada Rejane Dias.

Terminou por entregar que a esposa furou a fila da vacina contra o Covid-19. Que vergonha, governador. Enfim, nosso assunto é o silêncio em torno da candidatura previamente naufragada do secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, menino rico e minado que agora inventou de ser candidato a governador. O candidato é uma decepção nas pesquisas internas do governo, nos informa um deputado que hoje convive de muito perto com Sua Excelência. O governador olha, balança a cabeça negativamente, baixa os olhos pensativo e logo em seguida dá um pulinho como a dizer aos sectários que está tudo bem e vamos adiante.

Tudo leva a crer que ele não está indo tão adiante assim. O candidato dele está bem ruim das pernas. Na pesquisa do Instituto Opinar que foi divulgada nesta quarta-feira 21 de julho, Fonteles (ou Fontenele, como é chamado pela maioria que não sabe de quem se trata) aparece muito atrás do senador Ciro Nogueira, pré-candidato do Progressistas e da oposição ao governo do estado.

A pesquisa mencionada indica que o senador progressista tem 33,46% das intenções de voto e Rafael Fonteles, do PT, tem 6,01%. A maioria de Ciro sobre Rafael Fonteles é de quase 30 pontos percentuais quando aparecem outros pré-candidatos na disputa. Mais precisamente 27,45%. Isso porque o queridinho do governo petista está queimando sola de sapato desde o ano passado, bem antes das eleições municipais, querendo aparecer como herdeiro da Capitania Hereditária de Karnak.

No confronto direto, a situação é ainda mais favorável para Ciro Nogueira. Ele soma 45,5% das intenções de voto. Rafael Fonteles aparece com irrisórios 10,4%, segundo o levantamento. 27,5% dos entrevistados dizem votar branco e nulo ou em nenhum dos candidatos. Não respondeu ou não sabem totaliza 16,5%. Bem, ficamos sabendo ainda que a pesquisa foi feita entre os dois 16 e 18 de julho. Foram entrevistados 1.082 eleitores piauienses em diversas cidades do estado.

Outros que aparecem são: o ex-prefeito de Teresina Silvio Mendes, do PSDB, com 15,99% das intenções de voto; João Vicente Claudino, 11,37%; e Iracema Portella tem 5,73%. As perguntas foram estimuladas. Por conta desse resultado, já existe uma grande movimentação do governador, que cuida em disseminar nos meios de comunicação de sempre – a velha mídia camarada e que muitos dizem comprada – histórias sobrenaturais de que lideranças políticas estariam aderindo ao seu candidato. Suas fontes são frequentadores costumeiros de botecos de beira de estrada. Uma certa vice-governadora comentou com interlocutores diante dos números que tinha avisado com antecedência. Esse negócio de candidatura de laboratório resultará em naufrágio monumental. É o que se espera. (Toni Rodrigues)

Semar asfalta área interna do Parque Zoobotânico de Teresina; pode isso?!

Compartilhar:
8 dias

Secretaria de Segurança dá posse a novos agentes, delegados e peritos

Segundo informações da TV Cidade Verde, a secretaria de Segurança Pública (SSP) realiza nesta quinta-feira (22) a solenidade de posse de agentes, delegados e peritos aprovados no último concurso da Polícia civil que foram nomeados no início de julho no Diário Oficial. 
A solenidade acontece na sala de reuniões da SSP e deve ser restrita, obedecendo às medidas sanitárias de prevenção à Covid.
O secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira, destacou que logo após a posse os novos policiais já estarão aptos a atuar. Todos eles devem ser encaminhados para o interior do Estado, para suprir o déficit existente atualmente.
Disse ele:
"Esses que tomam posse fazem parte dessa segunda fase de nomeações que o governo do Estado está fazendo. Todos serão destinados para o interior. A ideia é que cada comarca tenha um delegado e se relacionar com o juiz. Eles tomarão posse amanhã, na secretaria de Segurança, e já estarão aptos a exercerem suas funções na Polícia Civil."
Na verdade, o secretário deveria estabelecer no contrato de trabalho a ser assinado por estes novos servidores um artigo tratando sobre a obrigatoriedade efetiva para cumprimento da suas jornadas quando no interior. A maioria ao ser nomeada para municípios mais longe de Teresina termina conseguindo um jeitinho de ficar na capital.
É tudo na dependência da política partidária — e eleitoreira.

Exibindo registros 1 - 25 de um total de 74
Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade