Themistocles pretende ser vice de Rafael e vai colocar Jeová na Alepi

Publicado em: Segunda-feira, 12 de Julho de 2021, 10:07h - Por: Blog do Toni

Agora já se sabe por que Themistocles Filho quer tanto que o jornalista Amadeu Campos, o Amadeus, da TV Meio Norte, seja candidato a deputado estadual.
Ele quer criar votos para garantir sua permanência como deputado estadual ao mesmo tempo em que garante uma vaga a mais para o presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar.
Ou tem outras pretensões, a seguir devidamente delineadas.
Todos pelo MDB, claro. De quebra, Jeová tem a missão de fazer dobradinha com Marcos Aurélio, filho do presidente.
Todos fazendo campanha para o mesmo federal. Bem bolado, sem dúvida.

O PLANO DE THEMISTOCLES
O projeto de Themistocles Filho, de novo, é ser candidato a vice-governador na chapa liderada por Rafael Fonteles, do PT. Na vez passada ele queria ser vice de Wellington Dias, o famoso Índio paraguaio, e teve seu projeto alimentado até a última hora.
Naquele instante, quando nada mais havia a se fazer, nem para onde correr, Wellington decidiu, entre quatro paredes, que a candidatura de vice seria do PT. E seria de Regina Sousa, sua antiga companheira de Sindicato dos Bancários. Tempos em que ainda escreviam sindicato com cê-cedilha.
A Themistocles só restou se reacomodar no mandato de deputado estadual que exerce desde 1987 (sua primeira eleição foi em 1986, antes ele fora vereador de Teresina, eleito em 1982). Exigiu do governador apenas a ajuda necessária para colocar seu filho Marcos Aurélio na Câmara Federal. E conseguiu.

CANDIDATURA DO AMADEUS
Numa entrevista ao jornalista Efrém Ribeiro, Themistocles Filho disse que se fosse Amadeu Campos, o Amadeus, seria candidato a deputado estadual.
Este modesto observador da cena política local não consegue entender qual a ligação de Amadeus com a política, afinal de contas ele nunca defendeu nenhuma causa.
Nem mesmo na condição de pessoa com deficiência ele se atreve a ter posicionamento em favor do deficiente, optando por permanecer uma folha em branco.
Talvez continue seguindo a recomendação dos seus empregadores, que não admitem opiniões fora do quadrado.
E daí a repetir o desempenho eleitoral de 2016 é só um pequeno salto, porque o piauiense não gosta de quem tem opinião demais.
Muito menos de quem não tem opinião nenhuma.
Esperando pra ver.

ESTE JORNALISTA
Toni Rodrigues, meu nome, foi citado em recente pesquisa para deputado estadual. Esclareço, por necessário, que não tenho pretensão política alguma.
Sobremaneira porque todos os mandatos são arranjados, antes de você decidir por uma candidatura as vagas já estão acertadas para os donos dos partidos e, consequentemente, do poder.
Ser candidato para que mesmo? Para fazer degrau aos previamente eleitos, que são justamente aqueles que comem na cumbuca do Índio paraguaio.
Ainda assim, agradeço aos que insistem lembrar meu nome para tão inglória missão: tentar estabelecer uma forma diferenciada de fazer política em meio ao oceano de mesmice que é o nosso cenário piauiense.
Missão impossível, diga-se passagem, e nesse caso eu me chamaria Tom Cruise e não Toni Rodrigues.

 

>>> Na foto acima, Jeová Alencar e Themistocles Filho: os dois se entendem muito bem (Foto/Reprodução)

Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade