Esportes

No boxe, Vitor Belfort encara desafio contra Evander Holyfield, e Anderson Silva pega Tito Ortiz

Publicado em: Sábado, 11 de Setembro de 2021, 09:26h - Por: Redação
Compartilhar

Vitor Belfort encara Evander Holyfield, enquanto Anderson Silva enfrenta Tito Ortiz — Foto: Eric Espada/Getty Images

Dez anos atrás, em fevereiro de 2011, Anderson Silva e Vitor Belfort mudaram o rumo do MMA para sempre ao se enfrentarem no histórico UFC 126. A luta terminou com o icônico chute do Spider, que nocauteou Vitor e também serviu de pontapé para alavancar o esporte no Brasil.

Agora o momento de suas carreiras é outro. O octógono ficou para trás, dando lugar ao ringue de boxe. Ainda não será a revanche que o público brasileiro tanto sonha, mas poderemos ver Vitor Belfort e Anderson Silva calçando luvas, maiores e mais "recheadas", para enfrentarem as lendas Evander Holyfield e Tito Ortiz neste sábado (11) em Hollywood, na Flórida.

O Combate vai transmitir ao vivo neste sábado todo o card com as lutas entre Victor Belfort x Evander Holyfield e Anderson Silva x Tito Ortiz. A transmissão começa às 18h35 (horário de Brasília) com narração de Rhoodes Lima e comentários de Ana Hissa, Minotauro e Daniel Fucs. A Globo também vai exibir o evento durante a madrugada de sábado para domingo após o Altas Horas com a narração de Cléber Machado, comentário de Minotouro e a participação especial do campeão olímpico Hebert Conceição, ouro nas Olimpíadas de Tóquio 2020 na categoria até 75kg do boxe.

 

Sai Oscar De La Hoya entra Evander Holyfield

O tema Vitor Belfort contra um grande campeão do passado no boxe continua, apenas um dos personagens que mudou. O adversário seria Oscar De La Hoya, um dos maiores lutadores da história do esporte e que foi dono de cinturão em seis categorias diferentes, mas ele precisou deixar o combate após ser hospitalizado com COVID.

Para salvar o evento chegou Evander Holyfield. Ícone do boxe, o ex-campeão dos pesos pesados aceitou a luta com poucos dias de antecedência e aos 58 anos ainda mostra excelente forma física. Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (9), Holyfield foi perguntado exatamente o que o levou a aceitar o combate e a sua resposta foi bem direta:

- Porque sinto que eu vou vencer. E isso é simplesmente divertido - disse.

Evander Holyfield e Vitor Belfort se encaram na pesagem antes da luta  — Foto: Eric Espada/Getty Images

Evander Holyfield e Vitor Belfort se encaram na pesagem antes da luta — Foto: Eric Espada/Getty Images

Além da mudança de oponente, o local também precisou ser alterado. Após a comissão atlética da Califórnia, onde a luta aconteceria, não autorizar o combate entre Vitor Belfort e Evander Holyfield, o card todo foi levado para Hollywood, na Flórida.

Belfort não lamentou a mudança do oponente, muito pelo contrário. Mesmo com o desafio de enfrentar um lutador totalmente diferente de De La Hoya, Vitor comparou a situação como um "upgrade" em um voo comercial.

- Bom é uma alegria porque foi o que falei, os dois são campeões olímpicos, os dois são multi vezes campeões, os dois têm uma história maravilhosa, pude acompanhar a carreira deles brilhante. Eu fui da business class, da executiva, para a primeira classe. Muito satisfeito, muito feliz - avaliou o brasileiro.

Vitor Belfort treina para retornar ao boxe após 15 anos — Foto: Michael Reaves/Getty Images

Vitor Belfort treina para retornar ao boxe após 15 anos — Foto: Michael Reaves/Getty Images

De um lado o ex-campeão dos pesos pesados do boxe. Do outro o cara que foi dono do cinturão dos meio pesados no UFC e venceu torneio também na categoria dos pesados. Vitor Belfort pode ter a vantagem na idade (44 anos, contra 58 do oponente), mas Holyfield estará lutando "em casa", no ringue que conhece como poucos. E o veterano prometeu honrar a nobre arte.

- Eu sei que ele é um cara duro. Eu não entraria se tivéssemos que lutar no MMA, não faria isso. Eu já o vi chutando pessoas. Não arriscaria, porque sei que não venceria. Eu gosto de vencer, a honra no esporte está em vencer. Todo mundo tem sua especialidade, se ele está no seu jogo, você deve vencer - disse Holyfield.

E o que levou Vitor Belfort ao boxe? O brasileiro fez sua última luta no UFC em maio de 2018, sendo derrotado por Lyoto Machida no UFC 224. No ano seguinte ele assinou com o ONE FC, outra organização de MMA, mas acabou não competindo por lá. Na nobre arte o brasileiro vê mais oportunidades para atletas veteranos como ele.

- A promotoria do UFC é deles, a promotoria do boxe hoje em dia o atleta individual consegue se auto promover e com isso ganhar mais dinheiro. Eu percebi... não estava tão satisfeito de como estavam lidando com o atleta na minha idade e acho que o Dana White sempre pensou que o MMA é um esporte sim pro jovem. As regras não foram... revisadas, hoje dia dá para ser revisada porque muita lesão. Um esporte que eles querem que o cara venha novo e quanto mais você fique no esporte, dura mais, eles querem tirar você porque eles tem que te pagar mais. O modelo de negócio do boxe funciona muito para a pessoa quando tem mais idade - avaliou.

A luta, prevista para oito rounds de dois minutos, tem Vitor Belfort sendo apontado como favorito nas casas de aposta. A margem, no entanto, não é muito grande e já mudou desde que o combate foi anunciado.

Vitor Belfort não luta desde 2018, quando foi nocauteado por Lyoto Machida  — Foto: Andre Durão

Vitor Belfort não luta desde 2018, quando foi nocauteado por Lyoto Machida — Foto: Andre Durão

Spider: diversão, mas com responsabilidade

Essa será a segunda luta de Anderson Silva no boxe após a aposentadoria do MMA, tendo vencido o mexicano Julio César Chávez Jr em junho. Aos 46 anos e sem mais nada para provar nos esportes de combate, Spider não esconde a abordagem mais leve com essa nova fase da carreira.

- Olha, é uma fase mais para me divertir, para continuar fazendo o que eu amo, o que gosto. Quando tô dentro do ringue eu me sinto livre, volto a minha infância, então procuro fazer o que gosto, o que amo, então não vai ser diferente no sábado - disse Anderson.

Anderson Silva e Tito Ortiz se encaram na pesagem antes da luta — Foto: Eric Espada/Getty Images

Anderson Silva e Tito Ortiz se encaram na pesagem antes da luta — Foto: Eric Espada/Getty Images

Diversão, no entanto, não significa falta de profissionalismo. Como sempre fez na carreira, Anderson ficou abaixo do peso casado da luta, 88,5kg, com 87,3kg na balança no dia da pesagem. Seu oponente, no entanto, não pode dizer o mesmo.

Tito Ortiz estourou o limite com 90,7kg e vai pagar 20% de sua bolsa ao brasileiro, confirmando a realização da luta. Spider classificou o não cumprimento da regra acordada como desrespeito por parte do lutador dos EUA.

- Eu vou fazer o que sei fazer bem, que é lá fazer o meu trabalho. Quando você se propõe a fazer uma coisa e você assina um contrato em determinada categoria de peso, você tem que cumprir né, porque se não você está demonstrando que não tem respeito com os fãs e nem com o seu trabalho - disse.

Tito Ortiz foi campeão do UFC entre 2000 e 2003 — Foto: Getty Images

Tito Ortiz foi campeão do UFC entre 2000 e 2003 — Foto: Getty Images

Passada o estresse da pesagem, o foco passa a ser a luta. Assim como Anderson Silva, Tito Ortiz vem do MMA. O lutador de 46 anos foi uma das primeiras estrelas do UFC, tendo sido o dono do cinturão da categoria meio pesado do ano 2000 até setembro de 2003, quando perdeu o título para Randy Couture.

Enquanto Anderson sempre foi especialista na trocação dentro do MMA, Ortiz é oriundo da luta olímpica, o "wrestling". E as bolsas de aposta estão levando em conta esses históricos, com o brasileiro sendo apontado como grande favorito para vencer o combate, que será disputado em oito rounds de dois minutos.

Evento conta com show de Anitta e comentários de Trump

Além das duas lutas principais, mais quatro combates acontecerão neste sábado. No card preliminar o brasileiro Eliezer da Silva vai encarar Terry Roscoe, dos EUA. Logo depois o californiano Anthony Chavez enfrentará Diuhl Olguin, do México.

No card principal serão mais duas lutas antes do co-evento principal com Anderson Silva e Tito Ortiz. O americano Andy Vences vai lutar contra Jono Carroll, da Irlanda. Logo depois David Haye, britânico ex-campeão dos pesos pesado e cruzador, terá pela frente Joe Fournier, também do Reino Unido.

E o evento ainda terá mais atrações. Anitta vai se apresentar, além do grupo cubano Gente de Zona e o cantor portor-riquenho Lunay. A organização ainda anunciou Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, como um dos comentaristas.

O card

Card principal:

  • Vitor Belfort x Evander Holyfield
  • Anderson Silva x Tito Ortiz
  • David Haye x Joe Fournier
  • Andy Vences x Jono Carroll

 

Card preliminar:

 

  • Eliezer da Silva x Terry Roscoe
  • Anthony Chavez x Diuhl Olguin

Fonte: GE

Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade