Política

Onde funciona empresa que vai receber R$ 13,1 milhões do governo?

Publicado em: Sexta-feira, 07 de Janeiro de 2022, 10:47h - Por: Redação
Compartilhar
Endereço mais compatível com número divulgado é desta casa de muro amarelado

Uma empresa de Valença do Piauí (216 km ao sul de Teresina) criada em 2019, o Instituto Proaja (Consult Valença Eireli), acaba de ser contratada pelo governo Wellington Dias (PT) para supostamente alfabetizar jovens e adultos num programa que mais se parece compra de votos, o Proaja (Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos). O tal programa foi lançado em novembro para valer durante o ano eleitoral e prevê pagamento de R$ 1.310,00 por aluno. Cada aluno receberá por mês a quantia de R$ 109,16.

O dinheiro utilizado na contratação é proveniente dos precatórios do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério).

O instituto tem capital social de R$ 110 mil, aproximadamente. No entanto, faz jus a contrato no montante de R$ 13,100 milhões, sem exibilidade de licitação, conforme consta no documento Processo nº 00011.052903/2021-80. Não consta no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) nenhuma referência a alfabetização de jovens e adultos. A reportagem apurou que a empresa trabalha com reforço escolar para ensino fundamental, treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial (cursos profissionalizantes) e cursos preparatórios para concursos. Situa-se na rua Coronel Aníbal Martins, 415, no centro de Valença do Piauí.

Sua diretora, Lusiana Oliveira Gonçalves, não era empresária até recentemente. Em 2018, fez teste seletivo para professora na rede municipal de Nazária do Piauí, pequeno município na área de abrangência da Grande Teresina. Logo depois foi professora temporária na prefeitura municipal de Teresina. No ano seguinte, 2019, já desponta como empresária através do mencionado instituto. E menos de dois anos depois firma contrato milionário com o governo do estado, através da Secretaria de Educação.

Na rua Coronel Anibal Martins encontramos estofaria, assistência técnica de celulares, uma relojoaria pertencente ao senhor José Brasil e uma filial das Lojas Rabelo. Mais adiante um salão de cabeleireiro do Zezinho, uma outra empresa de assistência técnica para eletrônicos, núcleo da loja Credilar, Sacolão Econômico e uma empresa de limpeza urbana e construções. 

No endereço indicado como o n° 415, encontramos este portão, de uma pequena estrutura, que anda longe de ser uma empresa de alfabetização. Tentamos contato pelos telefones celulares (86) 99806-3214 e 99906-0811 (são números divulgados publicamente pela suposta empresa) e também não conseguimos. Uma gravação informa que os números chamados estão programados para não atender chamadas. (Toni Rodrigues)

Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade