Últimas Notícias

Gustavo Neiva se solidariza com produtores diante de ataques de Ziza

Publicado em: Segunda-feira, 13 de Setembro de 2021, 14:05h - Por: Toni Rodrigues
Compartilhar
Divulgação Alepi
Deputado Gustavo Neiva reage na tribuna da Alepi

O deputado Gustavo Neiva fez pronunciamento na tribuna da Assembleia em que manifestou solidariedade aos produtores de grãos do Sul do estado que, segundo ele, têm sido atacados gratuitamente em vídeos na internet pelo deputado Ziza Carvalho (PT). O orador disse que o Piauí é devedor aos produtores porque eles geram emprego e renda para os piauienses e contribuem com seus impostos para o desenvolvimento do Estado.

O parlamentar do PSB cobrou um posicionamento do secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, coordenador do Programa Pró Piauí, sobre as críticas ao agronegócio, assinalando que ele tem os números que mostram a contribuição dada pelo setor ao desenvolvimento do Piauí.

Gustavo Neiva acrescentou que respeita a posição do deputado Ziza Carvalho, assinalando que, no entanto, não concorda as críticas. “Quero me solidarizar com a Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja do Piauí), na pessoa do seu presidente, Alzir Neto, que representa todas essas pessoas que foram atingidas por essas críticas injustas”.

Em aparte, o deputado B. Sá (Progressistas) também se solidarizou com os produtores de grãos no cerrado e lembrou que, há pouco tempo, o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, enalteceu o aumento do PIB (Produto Interno Bruto) do Piauí destacando a importância do agronegócio para esse crescimento.

Gustavo Neiva cobrou uma posição oficial do Governo do Estado em relação à atuação dos integrantes do agronegócio, principalmente em razão das críticas que vêm sofrendo. Ele frisou que é importante que o Governo afirme se os produtores de soja são importantes ou não para o desenvolvimento do estado.

Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade