Últimas Notícias

Justiça manda Tony Trindade retirar do ar dados falsos de pesquisa contra Silvio Mendes

Publicado em: Sexta-feira, 17 de Junho de 2022, 18:18h - Por: Toni Rodrigues
Compartilhar
Reprodução
O locutor de TV e blogueiro Tony Trindade: dados falsos beneficiam Rafael Fonteles, do PT

O desembargador Hilo de Almeida Sousa determinou a retirada de matéria sabidamente falsa publicada pelo site do locutor de TV e blogueiro Tony Trindade, na qual o mesmo teria incluído quesito sabidamente falso de pesquisa do Instituto Opinar com intuito de prejudicar a pré-campanha do médico Silvio Mendes (União Brasil) ao governo do Piauí. Os dados adulterados prejudicam o pré-candidato Silvio Mendes e beneficiam o pré-candidato do PT, Rafael Fonteles.

O apresentador de televisão é representado na ação juntamente com a CML1 Comunicação, Projetos e Eventos Ltda e deve retirar a matéria do ar em 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 1 mil, até o limite de R$ 30 mil, conforme decisão do desembargador Hilo de Almeida Sousa, do TRE/PI (Tribunal Regional Eleitoral), atendendo à representação do diretório estadual do PP (Partido Progressista).

A conduta ilícita atribuída pelo representante estaria caracterizada na utilização, pelos representados, de imagem que seria “montagem - falsificação grosseira — dos relatórios de dados realizados pelo Opinar Instituto de Pesquisa”, diz a representação, acrescentando que em função da afirmada inexistência do indigitado quesito, “a conduta dolosa praticada pelo Representado, teve o único intuito: divulgar dados fraudulentos de pesquisa devidamente registrada.”

O desembargador relatou que “considerando que inexiste no relatório relativo à pesquisa eleitoral apontada pelo representante, quesito como aquele constante na matéria jornalística cuja prova foi apresentada em certificação digital 'Verifact'”. O magistrado assinalou ainda que deferiu a tutela de urgência para retirar a matéria do ar até o julgamento do mérito por haver prejuízo ao pré-candidato Silvio Mendes. Determinou ainda que seja retirada qualquer reprodução da referida matéria no site de internet de responsabilidade dos representados, no prazo de 24 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil, até o limite de R$ 30 mil.

Em 2020, Tony Trindade foi preso suspeito de monitorar as investigações que culminaram na Operação Delivery, da Polícia Federal, e de divulgar informações sigilosas aos investigados, colaborando para a destruição de provas e manipulação de depoimentos. Segundo o delegado Alan Reis, na época, o apresentador teria compartilhado informações sigilosas, o que contribuiu para que os investigados se antecipassem às ações da Polícia Federal, prejudicando o trabalho policial. O caso contra o apresentador foi posteriormente arquivado. (Toni Rodrigues)

VEJA DOCUMENTAÇÃO AQUI

Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade