Últimas Notícias

Vereador do PT ameaça trabalhadores em obra da prefeitura de Altos

Publicado em: Sábado, 12 de Fevereiro de 2022, 08:40h - Por: Redação
Compartilhar
Reprodução Ascom
O vereador José Ernandes (PT), da Câmara Municipal de Altos

O vereador José Ernandes (PT) teria ameaçado trabalhadores de uma obra que está sendo realizada pela prefeitura na localidade Quilombo, zona rural do município de Altos, 42 km de Teresina. Segundo denúncias, o parlamentar assediou trabalhadores que atuam na construção de uma praça pública no centro daquela comunidade.

Ele se aproximou dos trabalhadores e disse que eles deveriam parar imediatamente com aquela construção porque já havia projeto do deputado Warton Lacerda (PT) com recursos do governo do estado para ser liberado. A obra está sendo feita com recursos da municipalidade.

José Ernandes trata a localidade Quilombo como se fosse um feudo de sua propriedade. Em oportunidades anteriores ele declarou a interlocutores da Câmara Municipal de Altos que todos aqueles que não rezam segundo a sua cartilha e do PT são pressionados a se retirar.

“Aqui ele diz que quem manda é ele, e quem for contra ele vai ter que ir embora daqui”, denunciou um morador que não quis se identificar. O vereador faz parte do grupo político da ex-prefeita Patrícia Leal, que é esposa do deputado mencionado.

“Ele desceu do carro e chegou na gente afrontando e pediu pra parar a obra, porque o deputado Warton Lacerda já tinha uma licitação do governo pra fazer a praça”, revelou um trabalhador da obra.

“Vocês não vão parar não?”, teria dito com voz ameaçadora o vereador Zé Ernandes a três trabalhadores. “Continuamos o serviço, era por volta de oito horas da manhã, a gente ‘tava’ roçando o mato pra limpar a aérea da obra, ele viu que não paramos e desceu com o carro pra Altos”, denunciou outro trabalhador.

A praça pública da comunidade Quilombo é uma realização da Prefeitura de Altos e promessa do prefeito Maxwell da Mariínha ainda em campanha, em outubro de 2020. Junto à obra da praça, a gestão do prefeito Maxwell também contempla a Unidade Escolar Vicente Delmiro com ampliação de três novas salas e revitalização de toda estrutura já existente.

A moradora Maria de Fátima disse que a localidade Quilombo nunca teve tantas obras em tão pouco tempo de uma administração. Moradores do Quilombo acreditam em represália do vereador Zé Ernandes contra a gestão do prefeito Maxwell da Mariínha. “A gente que mora aqui sabe que é prática dele. O que incomoda ele, ele quer desfazer mesmo que prejudique a comunidade inteira”, disse outra moradora.

FAKE NEWS DA OPOSIÇÃO

O deputado Warton Lacerda, marido da ex-prefeita Patrícia Leal, divulgou um vídeo, onde diz ser o autor da obra da praça na comunidade Quilombo. À assessoria de Comunicação da Prefeitura desmente tal afirmação e garante que a obra já está em andamento e está sendo realizada pelo Prefeitura Municipal.

NEGLIGÊNCIA HISTÓRICA

O PT está no governo do estado desde 2003. Mesmo assim, nenhuma praça foi construída na comunidade. O partido também ocupou a prefeitura de Altos por longos oito anos. A comunidade ficou esquecida pela gestão petista. Trata-se de negligência história em relação ao povoado Quilombo.

Na prática, eles nunca fizeram e nem querem deixar outros fazerem. Warton Lacerda atua como deputado desde 2019, quando tomou posse como suplente. Sua mulher ainda estava na prefeitura. Mesmo assim nenhuma praça foi idealizada. Agora, o prefeito decidiu construir a praça da comunidade. Foi uma promessa de campanha de Maxwell Pires.

O objetivo dos petistas é apenas tumultuar o processo administrativo em face do período pré-eleitoral. Um morador de Altos nos afirmou que o deputado está em parafuso porque não tem mais a prefeitura sob seu controle e sabe que vai perder a eleição.

AMEAÇAS A ELEITORES

Quando estava na prefeitura, a então prefeita, mulher de Warton, Patrícia Leal, ameaçou moradores de uma comunidade rural, caso não votassem no seu marido, não seriam contemplados com a obra de uma estrada. Em outro momento, no discurso que fez na residência do eleitor identificado como “Seu Zuza”, na zona rural do município de Altos, a então prefeita fala claramente em compra de votos em favor do seu marido, na época candidato a deputado estadual pelo PT.

Segundo ela, todos deveriam apoiar a candidatura do seu marido, fazendo como “Seu Zuza” que toda vez que precisa de R$ 50 vai até sua residência e é prontamente atendido.

Se votasse em candidatos de outras cidades ou então “se socorresse” com vereadores de oposição, ele não seria atendido pela prefeita, conforme suas próprias palavras, em áudio denunciado pelo então vereador Edson Dias, do PMB (Partido da Mulher Brasileira). (Toni Rodrigues)

Aviso de cookies
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais na nossa Política de privacidade